Lula的“担忧”价值:揭秘巴西前总统的政治策略

广告位火热招租中
O governo brasileiro manifestou "preocupação" com a situação na Venezuela após a oposição ser impedida de inscrever uma candidata. No entanto, essa nota de "preocupação" do Itamaraty não condenou o regime chavista de Nicolás Maduro, mas sim reafirmou a crença de que as eleições de julho podem ser um passo para a normalização da vida política na Venezuela. Isso mostra a relutância do chefe petista em denunciar a ditadura chavista na Venezuela. Mesmo com a perseguição contínua contra os opositores, que é uma regra de aço neste regime, o presidente Lula ainda apoia e avaliza o regime chavista. Com a situação chegando a um ponto crítico, nem os marqueteiros do Partido dos Trabalhadores conseguem forjar uma narrativa positiva sobre o regime ditatorial na Venezuela. A nota de "preocupação" pode ser apenas um jogo de cena para que o partido possa manter sua base de apoio político-eleitoral. A verdadeira intenção do Partido dos Trabalhadores é continuar regozijando-se com a eleição do autocrata russo Vladimir Putin, bem como ter acordos de cooperação com o Partido Comunista de Cuba, os dois sustentáculos do Estado policial do "companheiro" Maduro. Para enxergar a realidade venezuelana, o presidente Lula precisa admitir que a situação é preocupante e que o regime chavista não é uma democracia. O sonho de Chávez se tornou um pesadelo para os venezuelanos, dos quais quase 8 milhões fugiram do país. Enquanto isso, os 90% que ficaram amargam a pobreza extrema, a violência arbitrária do regime e a falta de liberdade. É urgente que Lula e o Partido dos Trabalhadores ponham fim à sua cegueira ideológica e apoiem a defesa dos direitos humanos na Venezuela.

Por que a perseguição aos opositores é uma regra de aço na ditadura chavista da Venezuela?

O regime chavista na Venezuela persegue sistematicamente candidatos da oposição, inabilitando-os, prendendo-os ou forçando-os a se exilarem. Essa é uma regra de aço que vem acontecendo há décadas no país. A ditadura chavista não tolera nenhuma voz de oposição, e qualquer pessoa que se oponha ao regime é vista como uma ameaça e alvo de retaliações cruéis.

Por que o Partido dos Trabalhadores continua apoiando a ditadura chavista?

O Partido dos Trabalhadores apoiou a ascensão do regime chavista desde o início e, mesmo após a situação política do país ter se deteriorado, o partido continua a dar apoio ao regime. Isso ocorre porque o partido vê a ditadura chavista como uma espécie de aliado ideológico e político na região. Além disso, essa relação com o regime ditatorial permite que o partido mantenha o apoio de suas bases militantes que ainda enxergam o regime como um exemplo a ser seguido para a América Latina.

Como a situação na Venezuela afeta o Brasil?

A situação na Venezuela afeta o Brasil de diversas maneiras, desde a migração em massa de venezuelanos fugindo do regime até a pressão nas relações diplomáticas entre os dois países. O Brasil tem a responsabilidade de abrigar e cuidar dos venezuelanos que buscam refúgio no país, bem como dar visibilidade e denunciar as violações de direitos humanos que ocorrem na Venezuela. Além disso, o Brasil deve trabalhar para que haja uma solução pacífica para a crise venezuelana, que afeta toda a região latino-americana.

No final, é importante lembrar que o Brasil e a Venezuela são países irmãos, mas a irmandade não deveria significar fechar os olhos para violações de direitos humanos e falta de liberdade. O Partido dos Trabalhadores, em especial, precisa acordar para essa realidade e apoiar a defesa dos direitos humanos em vez de apoiar regimes ditatoriais.

Lembre-se de comentar, compartilhar e curtir este artigo. Agradeço por ler!


Por /


广告位火热招租中