Decisão Judicial Suspende Restrição à Dona do Facebook e Instagram no Brasil Facebook e Instagram Au

广告位火热招租中

Meta, a empresa que administra Facebook, Instagram e WhatsApp, ganhou um recurso na Justiça brasileira que permite que ela continue a usar sua marca no país. O desembargador Heraldo de Oliveira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, suspendeu os efeitos de uma decisão anterior que proibia o conglomerado de tecnologia de usar o nome "Meta" no Brasil.

Decisão Judicial Anterior

No final de fevereiro, a Justiça de São Paulo determinou que a Meta interrompesse o uso do nome no Brasil, sob pena de uma multa diária de R$100 mil em caso de descumprimento. A decisão foi tomada pela 1ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça a pedido de uma empresa brasileira do mesmo segmento, detentora do registro da marca desde 2008 junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

Imagem de Logos do Facebook e Instagram
Logos do Facebook e Instagram, administrados pela Meta. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Análise do Recurso

Ao analisar o recurso da Meta, o desembargador Heraldo de Oliveira considerou que há um risco de dano de difícil reparação caso a empresa seja obrigada a interromper o uso da marca. Ele destacou a possibilidade de reverter a situação em instâncias superiores da Justiça, justificando assim a suspensão dos efeitos da decisão anterior.

Outras Notícias

  • Apple pede para você não dormir próximo a seu celular durante o carregamento

  • WhatsApp não permite mais o ‘print’ de foto de perfil em celulares Android

  • ‘Jetsons do mundo real’: robô com tecnologia da OpenAI realiza tarefas domésticas; veja vídeo

Em sua decisão, o desembargador ressaltou que o risco de dano irreparável ou de difícil reparação provém dos prejuízos que a Meta sofreria se fosse obrigada a interromper imediatamente o uso da marca, considerando a possibilidade de reversão da decisão em instâncias superiores.

Acompanhe as próximas atualizações sobre esse caso e fique por dentro das notícias relacionadas ao universo das grandes empresas de tecnologia. O que você acha dessa decisão da Justiça? Deixe sua opinião nos comentários abaixo. Agradecemos por ler e por seu interesse.


Por /


广告位火热招租中