Faculdade da Unesp compra mural do artista Kobra por R$ 300 mil e é criticada: Saiba mais.

广告位火热招租中
O mural do artista Eduardo Kobra, intitulado “Inclusão, Diversidade e Literatura: um encontro necessário”, que ocupa a fachada da biblioteca da Unesp em Marília, tem sido alvo de polêmica. O mural levantou questionamentos em relação ao custo de R$ 300 mil, considerando as necessidades de melhoria da infraestrutura e ampliação da assistência estudantil no câmpus. Apesar disso, a Unesp afirmou que a obra não consumiu recursos de custeio da universidade, e que a escolha do artista levou em consideração a sua afinidade com a proposta da universidade relacionada aos direitos humanos e à cultura da paz. Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp) e o Movimento Estudantil da Unesp de Marília expressaram “perplexidade” pelo uso da quantia na obra, que seria mais adequada para solucionar outras demandas mais urgentes. Segundo o presidente da Adunesp de Marília, Márcio Barros, faltou diálogo com a comunidade acadêmica antes da pintura do mural, uma vez que a biblioteca foi fechada durante o primeiro mês letivo para a execução da obra, sem comunicado prévio. A Unesp negou as acusações de falta de investimento em outras áreas, informando que a unidade de Marília está próxima de se tornar o primeiro câmpus autossustentável da instituição e que boa parte das demandas apontadas pelos estudantes e docentes já está sendo atendida. A diretora da Unesp em Marília, Claudia Mosca Giroto, afirmou que o mural é parte de ação cultural vinculada ao projeto “Inclusão, diversidade e literatura: um encontro necessário”, que também prevê uma visitação guiada de alunos de escolas do ensino infantil ao médio, tendo em vista a promoção de reflexões sobre o tema do projeto, o incentivo à leitura e às práticas de inclusão. Com relação ao valor pago para a execução da obra, a Unesp informou que ele seguiu as normas vigentes, a partir de parecer técnico da área de cultura da universidade. Sobre a escolha de Eduardo Kobra, a diretora destacou o reconhecimento internacional do muralista e mencionou que a contratação foi feita de forma transparente.

As demandas da comunidade acadêmica em Marília

A comunidade acadêmica da Unesp em Marília apresenta diversas demandas urgentes, que se distanciam completamente da execução do mural de Eduardo Kobra. Entre as necessidades relatadas por estudantes e docentes, destacam-se:

  • A necessidade de ampliação da assistência estudantil, incluindo a carência de bolsas de estudo para estudantes de graduação;
  • Problemas relacionados à infraestrutura do câmpus, como banheiros fechados na entrada do prédio, dificultando a acessibilidade de cadeirantes e sistema de ventilação carente de reparos;
  • Ausência de cantina e de iluminação adequada;
  • A necessidade de ampliação do atendimento do restaurante universitário.

A falta de diálogo com a comunidade acadêmica

A falta de diálogo com a comunidade acadêmica é um problema que precisa ser solucionado. A biblioteca da Unesp em Marília ficou fechada durante o primeiro mês letivo para a pintura do mural, sem comunicado prévio. A ausência da discussão com os estudantes e docentes sobre o investimento do valor na obra deixou muitos incomodados, e gerou questionamentos sobre a transparência da gestão da universidade.

A importância da inclusão, diversidade e literatura

Ao pensar na proposta do mural de Eduardo Kobra, é fundamental lembrar que a inclusão, diversidade e literatura são temas de extrema importância para a sociedade. O trabalho do muralista visa promover a reflexão e discussão sobre esses temas, além de incentivar a leitura e a prática da inclusão.

Comentários finais

Apesar das opiniões divergentes em relação à execução do mural de Eduardo Kobra na fachada da biblioteca da Unesp em Marília, é inegável a importância de se discutir a questão da inclusão, diversidade e direitos humanos. É necessário que a universidade se comprometa em encontrar soluções para as demandas urgentes da comunidade acadêmica, garantindo a melhoria da infraestrutura e da assistência estudantil.

Por fim, é importante destacar a necessidade de diálogo, transparência e participação da comunidade acadêmica em todos os processos decisórios da universidade. Somente assim será possível garantir uma gestão mais eficiente e representativa, que atenda as demandas e necessidades dos estudantes e docentes.

Fonte das imagens: Unsplash

Deixe seu comentário e compartilhe esse artigo. Siga nossas redes sociais e fique por dentro das novidades!

Agradecemos por sua leitura!

Equipe SEO


Por /


广告位火热招租中