Tesla liga sinal de alerta no setor automotivo e ações afundam 5% em NY - "Tesla em crise?

广告位火热招租中
Xiaomi e Tesla estão em destaque hoje, 2 de abril de 2021, com notícias que prometem movimentar o mercado global de veículos elétricos. Enquanto as ações da Tesla afundam em Nova York, as ações da Xiaomi disparam na Ásia após a revelação do seu primeiro veículo elétrico, um sedã de preço competitivo que disputa com a Tesla e outros players por participação de mercado no lotado espaço de veículos elétricos da China. Em Nova York, a Tesla enfrenta uma queda nas entregas de veículos, o menor volume no primeiro trimestre desde o terceiro trimestre de 2022, o que já era esperado pelos analistas do mercado, mas ainda é um grande sinal de alerta para o setor automotivo. Já na Ásia, a Xiaomi promete muito com seu novo sedan elétrico.

Em Nova York, ações da Tesla afundam

A empresa de Elon Musk, que vinha liderando o mercado global de veículos elétricos, viu suas ações caírem 4,9% na Nasdaq, em Nova York, após a divulgação dos dados de entrega de veículos que apontaram para uma queda de 8,5% na comparação anual, com um total de 386,8 mil veículos entregues no primeiro trimestre. Os dados frustraram as expectativas do mercado financeiro, que esperava resultados melhores. Esta foi a primeira queda na entrega de veículos da Tesla em um ano e um alerta para outros players do setor automotivo, que Têm visto a concorrência ficar mais acirrada e a busca por participação de mercado, cada vez mais forte.

Já na Ásia, Xiaomi dispara

Enquanto a Tesla enfrenta dificuldades em Nova York, a Xiaomi, uma empresa de tecnologia, concentra atenções na Ásia. Recentemente anunciou seu primeiro veículo elétrico, um sedã de preço competitivo que promete disputar com a Tesla e outros players da área na China. As ações da Xiaomi, que fecharam em alta de 8,9% na Bolsa de Hong Kong, depois de subirem 12% durante o pregão, no primeiro dia de negociação após o lançamento, já haviam subido 39% nos últimos 12 meses. A Xiaomi é conhecida por seus smartphones e agora, como muitas empresas tecnológicas, busca diversificar sua oferta de produtos. O sedã elétrico SU7 promete ser um forte concorrente no mercado de veículos elétricos, com um preço inicial abaixo do esperado, de cerca de US$ 30 mil. A expectativa é de que a Xiaomi envie de 5 mil a 6 mil veículos em abril, com vendas anuais de 55 mil a 70 mil unidades, de acordo com analistas do Citi liderados por Jeff Chung em relatório. Os analistas do Citi disseram também no relatório que a Xpeng seria "a maior vítima" da entrada do SU7 da Xiaomi no mercado, dado que os seus preços médios de venda se sobrepõem, mas, ainda assim, eles mantiveram a recomendação de compra para a Xiaomi e de venda para a XPeng. Qual será o desfecho desta corrida pela liderança do mercado global de veículos elétricos? Só o tempo dirá, mas as movimentações do mercado financeiro são um forte indício de que essa batalha promete ser acirrada.

Conteúdo originalmente publicado pelo Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico

carros veículos elétricos

Agora a pergunta é: Como as outras marcas do mercado automobilístico vão reagir a essa competição acirrada? Devem seguir a mesma estratégia de investimento e produção que Tesla e Xiaomi? Ou devem buscar outros segmentos para se destacar?

Quais serão as próximas tendências no mercado automotivo?

À medida que a economia global emerge da pandemia, é provável que o mercado automotivo se torne cada vez mais acirrado, e isso em um ritmo acelerado do que se podia imaginar. Com o aumento da concorrência e a introdução de novas tecnologias, uma série de mudanças e desafios acontecerá. Além disso, o consumidor também está mais consciente e preocupado com os impactos ambientais e com a busca por carros menos poluentes.

Qual o impacto da eletrificação dos veículos automotores no meio ambiente?

A eletrificação vem sendo uma tendência forte no mercado automotivo, com o enfoque em carros elétricos e híbridos, mas será que essa é a solução ideal para reduzir o impacto ambiental do setor? Alguns especialistas argumentam que é preciso olhar além da eletrificação e buscar outras alternativas, como a utilização de biocombustíveis, hidrogênio ou até mesmo carros movidos a ar comprimido.

Como a tecnologia pode ajudar a tornar o mercado automotivo mais sustentável?

A tecnologia deve ser uma aliada na busca por tornar o mercado automotivo mais sustentável, seja através da criação de carros elétricos e híbridos, ou mesmo de soluções mais simples de IoT para otimizar o consumo de combustíveis fósseis. É preciso pensar fora da caixa para encontrar soluções que permitam que o mercado automotivo avance aceleradamente sem impactar negativamente o meio ambiente.

Deixe seu comentário! Siga o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades do setor.

Agradecemos pela leitura, comentários, curtidas e compartilhamentos. Até a próxima!


Por /Valor Investe, Com Agências In


广告位火热招租中