Israelenses realizam o maior protesto desde o início da guerra em Gaza Pedem eleições antecipadas p

广告位火热招租中

Dezenas de milhares de israelenses se reuniram em frente ao Parlamento de Jerusalém neste domingo, 31, na maior manifestação contra o governo desde que o país entrou em guerra contra o grupo terrorista Hamas. Os manifestantes querem que o governo faça um acordo para libertar os reféns detidos em Gaza e que realize eleições antecipadas.

O que motivou a manifestação?

A multidão se estendeu por quarteirões ao redor do Knesset, como é conhecido o prédio do parlamento, e os organizadores prometeram continuar a manifestação por vários dias. Os manifestantes clamavam ao governo para cancelar o próximo recesso parlamentar e realizar novas eleições, quase dois anos antes do previsto.

Qual o cenário atual em Israel após a guerra?

Quase seis meses de guerra renovaram as divisões na sociedade israelense. O Hamas matou cerca de 1,2 mil pessoas durante o seu ataque em outubro e fez outras 250 reféns. Metade deles foi libertada durante um cessar-fogo em novembro, mas diversas outras tentativas de mediadores internacionais para haver outro acordo de cessar-fogo falharam.

O primeiro-ministro Netanyahu e as promessas feitas

O primeiro-ministro Binyamin Netanyahu prometeu destruir o Hamas e trazer todos os reféns para casa. Mas esses objetivos têm sido ilusórios. Embora o Hamas tenha sofrido grandes perdas, o grupo permanece ativo e as famílias dos reféns acreditam que o tempo está se esgotando.

Imagem ilustrativa de protesto em Israel
Imagem ilustrativa de conflito

Como está a situação do premiê Netanyahu?

Enquanto os protestos acontecem em Jerusalém, Netanyahu foi submetido a uma cirurgia de hérnia, conforme anunciou seu gabinete. O ministro da Justiça, Yariv Levin, assumirá as funções de Netanyahu durante a cirurgia, segundo o governo.

E sobre o recente ataque em hospital de Gaza?

Também no domingo, um ataque aéreo israelense atingiu um acampamento no pátio de um hospital lotado no centro de Gaza, matando quatro palestinos e ferindo outros 17, incluindo jornalistas que trabalhavam nas proximidades.

Como os desdobramentos afetam a região?

Há quase duas semanas, as tropas israelenses realizam uma operação militar no hospital Al-Shifa, o maior de Gaza e dizem que mataram dezenas de terroristas, incluindo importantes agentes do Hamas.

Interessado em notícias relacionadas a conflitos? Comente e compartilhe sua opinião! Acompanhe as atualizações e sinta-se à vontade para curtir e agradecer por ler.


Por /


广告位火热招租中