Declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2024: Descubra como fazer a partir de hoje

广告位火热招租中

A Receita Federal antecipou e liberou a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2024 e o programa do IRPF 2024 nesta terça-feira (12). Os contribuintes com conta Gov.br de níveis prata ou ouro podem usar o recurso em todas as plataformas disponíveis.

Por que a declaração começa em 15 de março?

Como a entrega da declaração começa em 15 de março (sexta-feira), o cidadão vai ter tempo de conferir todas as informações e verificar se falta reunir algum documento antes do início do prazo de entrega. Lembrando que a data limite para entregar a declaração do IR 2024 é 31 de maio.

Por que a declaração pré-preenchida deve bater recorde?

A Receita acredita que o número de pessoas que vai escolher fazer pré-preenchida em 2024 deve ser recorde. Das 43 milhões de declarações que o fisco espera receber até o fim do prazo, cerca de 40% devem ser no método pré-preenchida.

Qual o passo a passo para fazer a declaração pré-preenchida do IRPF 2024?

O principal motivo para a mudança no prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda foi permitir a todos os contribuintes usar a declaração pré-preenchida sem a necessidade de certificado digital. A partir de 15 de março, todo contribuinte com conta nível prata e ouro no Gov.br poderá usar o serviço em todas as plataformas disponíveis para o preenchimento da declaração.

Bom lembrar que no ano passado quem entregou a declaração pré-preenchida e pediu o pagamento da restituição via PIX entrou na fila de prioridade para receber a restituição. e neste ano não será diferente. Quem assim fizer, será incluído no grupo prioritário.

Como as informações de dependentes são incluídas na declaração pré-preenchida?

Desde 2021, também é possível obter as informações pré-preenchidas dos dependentes. Para isso, o dependente deve passar uma procuração digital para o titular da declaração antes de baixar as informações.

Quais são as fontes de informações para a declaração pré-preenchida?

As informações de rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais são importadas da declaração do ano anterior, do carnê-leão e das declarações de terceiros, como fontes pagadoras, imobiliárias ou serviços médicos, por exemplo.

É importante ressaltar que o sistema só vai importar os dados se as fontes enviarem as informações. Algumas divergências ou ausências de informação podem acontecer se as fontes não entregaram a declaração ou precisaram corrigi-las por algum motivo. Por isso, nos primeiros dias de entrega é possível que nem todos os campos sejam pré-preenchidos.

Se você tem interesse em aprender mais sobre esse assunto, recomendo acessar o portal do Valor Investe para conferir materiais relacionados ao mercado financeiro.

Se tiver alguma dúvida sobre a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda ou quiser compartilhar sua experiência, fique à vontade para deixar um comentário. Não se esqueça de nos seguir para mais conteúdos relevantes e úteis. Obrigado pela leitura!


Por /Daniel Cristóvão


广告位火热招租中