Bolsas da Europa: Acompanhe o desempenho misto no retorno do feriado

广告位火热招租中
Os índices acionários europeus operam de forma distinta nesta terça-feira, sem direção definida, após o feriado de Páscoa. No entanto, houve limitação nos movimentos dos mercados devido ao avanço dos rendimentos dos títulos públicos e à queda da atividade econômica na região, de acordo com dados divulgados. No início da manhã, o índice Stoxx 600 apresentava uma alta de 0,06%, a 512,95 pontos. Enquanto isso, a Bolsa de Paris caiu 0,03% e o FTSE, de Londres, subiu 0,30%. Por outro lado, o índice DAX, de Frankfurt, teve um recuo de 0,15%. Um fator que contribuiu para a limitação dos ganhos foi o aumento nos rendimentos dos Treasuries americanos, que estão sendo acompanhados pelos investidores em busca de sinais que possam afetar as perspectivas para as taxas de juros nos EUA. A Scope Markets, em nota, destacou que "dadas as preocupações com os atrasos na flexibilização monetária do Federal Reserve [Fed], os ganhos observados nos índices europeus ultimamente destacam uma preferência crescente pelos índices europeus relativamente baratos em relação aos seus homólogos norte-americanos, comparativamente caros". No cenário macroeconômico, foi divulgado mais cedo que o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da zona do euro caiu de 46,5 em fevereiro para 46,1 em março, atingindo o menor nível em três meses. Além disso, o PMI da Alemanha caiu de 42,5 em fevereiro para 41,9 em março, indicando o menor nível em cinco meses. Ambos os indicadores permaneceram abaixo de 50, o que sinaliza a contração da atividade econômica. Com base em dados divulgados, os principais índices acionários europeus não têm uma direção definida. No entanto, os investidores estão preocupados com o aumento dos rendimentos dos títulos públicos e com a queda da atividade econômica na região. Tais fatores estão sendo monitorados de perto pelos investidores em busca de sinais que possam afetar as perspectivas para as taxas de juros nos EUA.

Atividade econômica na Zona do Euro diminui

Os dados divulgados mostram que houve uma queda na atividade econômica da Zona do Euro no primeiro trimestre de 2021. O índice de gerentes de compras (PMI) caiu para 46,1 em março, sinalizando contração da atividade econômica. Além disso, o PMI da Alemanha caiu para 41,9 em março, o menor nível em cinco meses. Esses indicadores indicam que a recuperação econômica na região pode estar mais lenta do que o esperado.

Aumento dos rendimentos dos títulos públicos

O aumento dos rendimentos dos títulos públicos é uma preocupação crescente entre os investidores, já que a possibilidade de uma alta nas taxas de juros pode afetar negativamente a economia como um todo. Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA estão sendo monitorados de perto pelos investidores em busca de sinais que possam afetar as perspectivas para as taxas de juros nos EUA.

Índices europeus relativamente baratos se destacam

Dadas as preocupações com os atrasos na flexibilização monetária do Federal Reserve (Fed), os ganhos observados nos índices europeus ultimamente destacam uma preferência crescente pelos índices europeus relativamente mais baratos em relação aos seus homólogos norte-americanos, que são comparativamente mais caros.

Em resumo, os principais índices acionários europeus encontram-se sem uma direção definida nesta terça-feira, após o feriado de Páscoa. Os movimentos estão limitados após dados mostrarem recuo da atividade econômica na região e aumento dos rendimentos dos títulos públicos. Quando se trata do cenário macroeconômico, o índice de gerentes de compras (PMI) da zona do euro caiu para 46,1 em março, o menor nível em três meses, indicando a contração da atividade econômica. Além disso, o PMI da Alemanha também caiu para 41,9, o nível mais baixo em cinco meses. Esses indicadores mostram que a recuperação econômica na região pode estar mais lenta do que o esperado.

Neste cenário, os investidores estão preocupados com uma possível alta nas taxas de juros, pois o aumento dos rendimentos dos títulos públicos é uma preocupação crescente. Vale destacar que há uma preferência crescente pelos índices europeus relativamente mais baratos em relação aos seus homólogos norte-americanos, que são comparativamente mais caros.

Por fim, é importante que os investidores continuem acompanhando de perto os movimentos dos índices acionários europeus, bem como os indicadores macroeconômicos, para avaliar as perspectivas futuras e tomar as decisões de investimento mais adequadas.

Deixe seu comentário abaixo e não se esqueça de seguir-nos nas redes sociais para ficar por dentro das últimas notícias do mercado financeiro. Obrigado por nos acompanhar!


Por /Igor Sodré, Com Dow Jones News


广告位火热招租中