Lewandowski demite policial penal que matou tesoureiro do PT durante festa de aniversário em 2022 P

广告位火热招租中

No dia 19 de julho de 2022, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, demitiu o policial penal Jorge José da Rocha Guaranho, acusado do assassinato de Marcelo Arruda, guarda municipal e tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), em Foz do Iguaçu (PR).

O Processo Administrativo Disciplinar

A demissão de Guaranho foi resultado de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que investigou sua conduta enquanto servidor da penitenciária federal de Catanduvas, no Paraná. As infrações disciplinares, como o uso indevido de recursos da repartição em atividades particulares e atos de improbidade administrativa, culminaram em sua demissão.

A Incompatibilidade com a Moralidade Administrativa

Na decisão, Lewandowski destacou que a conduta violenta e ofensiva de Guaranho era incompatível com a moralidade administrativa e violava os valores institucionais da atividade policial. O policial utilizou sua arma profissional para cometer o crime, agravando ainda mais a situação.

O Crime e as Circunstâncias

O crime ocorreu durante a festa de aniversário de 50 anos de Marcelo Arruda, que tinha decoração temática do PT. Guaranho, apoiador de Jair Bolsonaro, interrompeu a celebração e ameaçou os presentes com uma arma, resultando em um confronto armado no qual Arruda foi morto a tiros. O processo criminal contra Guaranho está agendado para o Tribunal do Júri em 4 de abril.

Apesar da tragédia, a justiça agiu de forma rápida e eficaz para responsabilizar o culpado pelo terrível crime. A conduta desse policial penal foi inaceitável e precisa servir como exemplo de que a lei deve ser respeitada e cumprida por todos os cidadãos, independentemente de sua função ou cargo.

Espera-se que a punição de Guaranho traga um pouco de paz e justiça para a família e amigos de Marcelo Arruda, que foi vítima de uma violência sem sentido. A sociedade precisa reforçar a importância do respeito mútuo, da tolerância e do diálogo como pilares fundamentais para evitar tragédias como essa no futuro.

Para mais informações sobre este caso e outros desenvolvimentos relacionados à segurança pública, continue acompanhando as notícias e mantenha-se informado sobre os desafios e avanços na área. A participação cívica é essencial para construir uma sociedade mais justa e segura para todos.

Lembre-se de que seu comentário e feedback são valiosos. Agradeço por ler e convido você a compartilhar suas opiniões, seguir-nos nas redes sociais, curtir e apoiar nosso trabalho. Sua contribuição é fundamental para continuarmos informando e promovendo debates construtivos.


Por /


广告位火热招租中