Haddad: Conversas com Campos Neto sobre transição no BC estão em andamento

广告位火热招租中
A transição no comando do Banco Central está sendo discutida entre o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, cujo mandato termina no final deste ano. Segundo o ministro, o processo de transição será natural e já foi consultado sobre qual seria o melhor momento para indicar o próximo presidente. Apesar dos recentes ruídos públicos em torno da Proposta de Emenda Constitucional que confere autonomia financeira ao BC, Haddad alegou que sua relação com Campos Neto permanece boa. De acordo com o ministro, a transição será muito diferente da de governo, e além do novo presidente, o governo ainda indicará dois novos diretores para o Banco Central. Com a indicação do Executivo, o Senado terá que aprovar o novo presidente do Banco Central. Haddad ainda disse que a relação com o BC foi prejudicada no início do governo por tensão institucional na transição entre Jair Bolsonaro e Lula, mas alegou que isso foi superado. O Valor PRO é um serviço de informação em tempo real do jornal Valor Econômico. De acordo com a seção "Mais lidas da Valor-Investe", o primeiro pagamento do décimo terceiro do INSS começa a ser pago neste mês, veja as datas. A carteira Valor sugere oportunidades em ações em abril, enquanto a Mega-Sena 2707 sorteia prêmio estimado em R$ 10,5 milhões hoje. O Citi acredita que a Vale (VALE3) ainda poderá ter bons resultados, mesmo com queda do minério de ferro, e a Petrobras (PETR3;PETR4) avança quase 3% de olho no exterior e salva o Ibovespa.

Como acontecerá a transição no comando do Banco Central?

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, está em conversas com o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, a respeito da transição no comando da autoridade monetária. O processo de transição para um novo presidente será natural e já foi consultado sobre o melhor momento para indicar seu sucessor.

Qual é a relação atual do ministro da Fazenda com o BC?

Apesar dos recentes ruídos públicos em torno da Proposta de Emenda Constitucional que confere autonomia financeira ao BC, Haddad alegou que sua relação com Campos Neto permanece boa.

Como será o processo de aprovação do novo presidente do Banco Central?

Com a indicação do Executivo, o Senado terá que aprovar o novo presidente do Banco Central. A transição será muito diferente da de governo, e além do novo presidente, o governo ainda indicará dois novos diretores para o Banco Central.

Quais são as notícias mais lidas da Valor-Investe?

De acordo com a seção "Mais lidas da Valor-Investe", o primeiro pagamento do décimo terceiro do INSS começa a ser pago neste mês, veja as datas. A carteira Valor sugere oportunidades em ações em abril, enquanto a Mega-Sena 2707 sorteia prêmio estimado em R$ 10,5 milhões hoje. O Citi acredita que a Vale (VALE3) ainda poderá ter bons resultados, mesmo com queda do minério de ferro, e a Petrobras (PETR3;PETR4) avança quase 3% de olho no exterior e salva o Ibovespa.

No geral, a transição no comando do Banco Central parece ser um processo natural e tranquilo entre Fernando Haddad e o atual presidente, Roberto Campos Neto. A relação entre Fazenda e BC é considerada boa, apesar dos recentes ruídos públicos em torno da Proposta de Emenda Constitucional. Além disso, as notícias mais lidas da Valor-Investe sugerem que este mês é importante para os contribuintes do INSS e que a Vale e a Petrobras ainda têm oportunidades positivas.

Apreciamos seu tempo para ler este artigo e agradecemos antecipadamente pelos comentários, curtidas e compartilhamentos. Continue seguindo-nos para mais informações atualizadas.


Por /Guilherme Pimenta e Gabriel Sh


广告位火热招租中