Com 34,7º C, São Paulo registra novo recorde de calor para março, informa Inmet.

广告位火热招租中

São Paulo teve neste sábado, 16, a maior temperatura máxima da cidade para o mês de março desde o início da série histórica, em 1943. Os termômetros da capital paulista registraram 34,7ºC, um novo recorde segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que divulgou a medição neste domingo, 17.

O recorde de temperatura em São Paulo

A temperatura supera o maior máxima registrada anteriormente de 34,3 °C, que foi medida nos dias 14 e 15 de março deste ano, e em 1º de março de 2012. Essa mesma máxima foi medida neste domingo até às 15h, mas o Inmet diz que a temperatura “ainda pode subir”.

Novo recorde histórico

“Ontem (16/03) a observação da noite na estação convencional do Mirante de Santana, na capital paulista, indicou aumento na temperatura após as 15h, com máxima de 34,7 °C”, informou o Inmet. “Configura-se assim novo recorde histórico para o mês de março, desde o início da abertura da série histórica do Inmet na cidade, em 1943″, completou.

A onda de calor em São Paulo

Ainda segundo o Inmet, a temperatura máxima registrada para esse domingo, até às 15h, é de 34,3 °C - a mesma do recorde anterior. O valor ainda pode subir, afirma o instituto.

São Paulo registra recorde de temperatura máxima para o mês de março. Foto: Werher Santana/Estadão

As fontes do Parque da Independência, na zona sul da capital paulista, foram a alternativa para se refrescar do calor escaldante neste domingo, 17. O...

Alternativas para se refrescar em São Paulo

Para aguentar o calorão, uma das opções é se refrescar em piscinas. A do Sesc Belenzinho, na zona leste de São Paulo, ficou lotada. É preciso reforçar...

Vida urbana durante onda de calor em São Paulo. Foto: Isaac Fontana/EFE

No Rio de Janeiro, que tem previsão de temperatura acima de 40°C, a sensação térmica chegou a 60°C. A sensação térmica sofre efeito dos indicadores de...

Sensação de calor intenso no Rio de Janeiro. Foto: Mauro Pimentel/AFP

Em São Paulo, os últimos dias têm sido de madrugadas e amanheceres, como o deste domingo, 17, registrado da zona norte, abafados. Para quem não tem ar...

Madrugada abafada em São Paulo durante onda de calor. Foto: Werther Santana/Estadão

Mesmo sem chuva, o guarda-chuva foi item quase obrigatório para quem optou por ir curtir o calorão no parque, como o Vila Lobos, na zona oeste de São...

Guarda-chuvas sendo utilizados durante onda de calor em São Paulo. Foto: Werther Santana/Estadão

Onda de calor que tem elevado os termômetros e feito cidades baterem recordes de temperatura para março neste fim do verão, principalmente no Centro-Sul...

Impacto da onda de calor no Brasil

Ondas de calor são geradas por bloqueios atmosféricos causados por grandes sistemas de alta pressão atmosférica, segundo a definição da Climatempo. A consequência disso são dias seguidos com temperaturas de até 5°C acima da média, o que coloca a saúde humana em risco.

Com o deslocamento do centro de alta pressão do Sul para São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, a onda inaugurou uma segunda fase no sábado, 16, que vai até a quarta, 20. As áreas de calor mais intenso são especialmente nas cidades do Sudeste e do Centro-Oeste.

Continua após a publicidade

Impacto das ondas de calor na saúde humana. Foto: Unsplash

Agora que você está atualizado sobre a onda de calor em São Paulo e outras cidades do Brasil, compartilhe suas experiências e medidas tomadas para se proteger do calor extremo. Não se esqueça de seguir as dicas de hidratação e cuidados durante esse período. Agradecemos por ler e esperamos que tenha gostado do conteúdo!


Por /


广告位火热招租中