Por que o azeite de oliva é chamado de "ouro líquido" pelos experts em alimentação? Descub

广告位火热招租中
O Azeite de Oliva é um dos ingredientes mais antigos e celebrados em todo o mundo. Com uma história que remonta ao tempo do poeta grego Homero, que teria vivido entre os séculos VIII e IX a.C., esse líquido dourado oferece uma combinação única de tradição com o que há de mais atual. É uma das estrelas do padrão alimentar da Dieta Mediterrânea, que é sempre lembrado como um dos exemplos mais saudáveis e sustentáveis de alimentação. Com ocorrência de alguns estudos, aponta-se que o azeite de oliva ajuda na microbiota intestinal, favorecendo o equilíbrio de micro-organismos que habitam o cólon. Isso possibilita o crescimento de bactérias benéficas impactando positivamente o humor, os níveis de imunidade e o funcionamento do intestino. A relação entre o azeite de oliva com o bem-estar do coração é esclarecida há muito tempo e sempre é reforçada por novas evidências científicas. Dentre esses estudos, predomina a relação do azeite com a redução na incidência de eventos cardiovasculares. A composição única de azeite de oliva é uma mistura de moléculas especiais. Além disso, concentra ácidos graxos, partículas gordurosas e o maior percentual é das monoinsaturadas, as chamadas de ômega-9, associadas ao controle dos níveis de colesterol no sangue. Os componentes minoritários bioativos, como fitoesteróis e tocoferóis são também guardiões do coração e compostos fenólicos de nomes como oleuropeina e hidroxitirosol. Destaca-se ainda o oleocanthal. Dentre essas substâncias, mais a vitamina E, formam um mix antioxidante e anti-inflamatório, que neutraliza os radialistas livres e resguarda as células. Importante frisar que todos esses ingredientes estão presentes no tipo extravirgem, que é o puro suco da oliva e que traz todas as características da oliva. Para obtê-lo e preservar toda essa riqueza, é fundamental iniciar o cuidado no campo, com a colheita, e manter os demais processos que envolvem a limpeza dos frutos, prensagem, filtragem. Quanto à disponibilidade, é indicado observar a data de envase, quanto mais recente mais fresco o óleo. O rótulo aponta ainda a acidez, que não tem relação com PH ou sabor ácido, mas sim com a oxidação das gorduras. E a indicação é os que apresentam até 0,8 acidez. É interessante degustar diversos tipos para maior conhecimento e opção de escolha. O azeite pode, sim, passar pela cocção, o que antes era algo impedido. Só não vale fazer frituras por imersão, com tempo excessivo ao fogo. Uma das preparações mais apreciadas é o sofrito, que é um refogado que, além do azeite, leva cebola, alho e outras hortaliças, servindo de base para vários pratos. Além disso, a junção do óleo com o calor melhora da biodisponibilidade de certas substâncias, como o licopeno do tomate, por exemplo. Para a aptidão da culinária de azeite de oliva, é suficiente utilizar o azeite cru em saladas e carnes. Ele pode substituir a manteiga ou margarina em pães e torradas. Finalizando com uma recomendação de uma receita de azeite de oliva vegana, que imita uma bacalhoada, e é de autoria da professora Hellen. Com todo o reconhecimento que lhe é devido, é justo que se garanta cuidado na hora de escolher e armazenar o querido “ouro líquido”. Além disso, é importante estar aberto a experimentar e descobrir outras formas de saborear esse remanescente da cultura ancestral de uma das regiões mais longevas e saudáveis do mundo. ![Azeite de Oliva Unsplash API](https://source.unsplash.com/600x337/?olive-oil) ![Azeitonas Unsplash API](https://source.unsplash.com/600x337/?olives)

Quais são as vantagens do consumo regular de azeite de oliva?

Com o azeite de oliva sendo uma parte importante da dieta mediterrânea, pesquisas recentes mostram que existem muitas vantagens dessa dieta para a saúde. O consumo regular de azeite de oliva ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas e derrames, aumenta o controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes e ajuda a preservar áreas do cérebro responsáveis pela memória e pelo aprendizado. O azeite de oliva também tem benefícios anti-inflamatórios e antioxidantes, o que pode ajudar a proteger contra doenças crônicas e o envelhecimento precoce.

O que é o tipo extravirgem de azeite de oliva?

O tipo extravirgem de azeite de oliva é o azeite de oliva mais puro e de alta qualidade. É feito apenas com azeitonas frescas, colhidas diretamente das árvores e prensadas a frio. Esse processo significa que o azeite de oliva extravirgem é menos processado do que outros tipos e preserva mais os nutrientes e os benefícios para a saúde das azeitonas. O azeite de oliva extravirgem é também um dos óleos mais caros no mercado devido ao processo mais detalhado, mas os seus benefícios valem a pena o custo adicional.

Azeite de oliva: Por que vale a pena investir mais dinheiro em um produto de qualidade?

Nem todos os óleos de oliva são iguais, e um produto barato pode não ser tão benéfico quanto o mais caro. Optar por um produto de qualidade significa mais nutrientes e benefícios para a saúde. Além disso, isso significa um sabor superior e uma melhor digestão. Ao optar por azeite de oliva extravirgem, você está escolhendo um óleo menos processado e mais puro, com mais benefícios para a saúde. Também é possível que você use menos deste azeite em suas receitas, tornando-o igualmente econômico.

Invista em um produto de qualidade que ajudará no sabor e nos benefícios para a sua saúde!

Comente: qual é a sua maneira favorita de utilizar o azeite de oliva?

Nós queremos ouvir de você! O azeite de oliva é um ingrediente muito versátil na cozinha, então queremos saber como você prefere usá-lo em suas receitas. Você o usa como tempero para saladas? Ou prefere usá-lo em preparações quentes? Compartilhe suas ideias conosco nos comentários abaixo!

Você também pode nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de outras dicas e notícias sobre saúde e bem-estar. Agradecemos pela leitura!

Até mais, saúde e bem-estar para todos!


Por /


广告位火热招租中